[ESGOTADO] O MUSEU COMO ESPAÇO DE COMUNICAÇÃO E DE MOBILIZAÇÃO DE PÚBLICOS

Formadores: Maria João Fonseca, Miguel Gomes, Pedro Alvito, Nuno Teles Santos, Rosário Cardoso, Joana Torres, entre outros convidados

Número máximo de participantes: 10

Tipo de curso: teórico-prático

Data: 12 e 13 de novembro de 2020 | 10h00 – 18h00

Duração: 12 h

Local: Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva

Preço: 90 € (inscrição regular); 60 € (estudantes e funcionários de instituições abrangidas pelos protocolos MHNC-UP para a promoção e divulgação das coleções e património científico); 120 € (instituições e empresas); gratuito (funcionários de instituições associadas ao consórcio PRISC) | | Estão disponíveis 6 Bolsas PRISC (inscrição gratuita), sendo dada prioridade a candidatos desempregados, residentes fora da área metropolitana do Porto e estudantes – as bolsas excedentes serão distribuídas por ordem de receção das inscrições.

DESCRIÇÃO

A comunicação no museu: estratégias de comunicação institucional, divulgação, disseminação e promoção da cultura científica. A mobilização de públicos: adultos, jovens, seniores, crianças, famílias e a comunidade escolar. Estratégias de comunicação em ambiente digital e in loco: conteúdos, ferramenta e linguagem. Teatralização e outras técnicas de aproximação e descodificação. A exploração do potencial da estética, da interactividade e do objecto e o equilibro com o rigor científico e histórico. A combinação de áreas disciplinares e a confluência de saberes.

OBJETIVOS

O objetivo do curso é familiarizar os participantes com um conjunto de conceitos e metodologias chave na comunicação estabelecida com públicos diversos em ambiente de museu, através de uma abordagem teórica e testando alguns exemplos na prática.

Objetivos de aprendizagem:

  • Compreender o processo de comunicação em vários contextos – ambiente físico, presencial; ambiente digital; comunicação institucional, entre outros;
  • Compreender o papel das que os museus e centros de ciência têm na comunicação de ciência e na promoção da cultura científica;
  • Tomar contacto com técnicas básicas de comunicação aplicadas a museus e centros de ciência.

Competências específicas:

  • Reconhecer a importância do alinhamento entre objectivos e estratégias de comunicação e as caraterísticas dos públicos-alvo
  • Conhecer e testar algumas técnicas de envolvimento, interação e aproximação ao público;
  • Perceber a importância das abordagens multidisciplinares nas abordagens implementadas em museus e do equilíbrio entre arte e ciência na mobilização do público.

PLANO DO CURSO

Apresentação oral pelos formadores dos vários conceitos a abordar, bem como de exemplos de casos práticos nos quais estes são aplicáveis, seguida de exercícios práticos envolvendo a participação ativa dos formandos.

AVALIAÇÃO

Informal: intervenção dos formandos.

Voltar